Judô é a nossa raíz. Jigoro Kano, um educador japonês, criou o judô no início do século 19. Alguns de seus pupilos viajaram pelo mundo como embaixadores para divulgar a técnica, que ficou famosa mundialmente.

Um dos alunos de Kano, Mitsuyo Maeda, chegou ao Brasil no final de 1914 e, depois de viajar pelos maiores centros urbanos do país, fixou residência em Belém do Pará.

MITSUYO MAEDA

Lá ele conheceu Gastão Gracie, empresário de entretenimentos e pai de 8 filhos. Um deles, Carlos Gracie, começou a treinar com Maeda. Alguns anos depois a família se mudou para o Rio de Janeiro e Carlos abriu uma academia na nova cidade. Carlos foi ensinando a técnica aprendida com Maeda a seus irmãos. Pouco a pouco a técnica de Maeda seria transformada pelos Gracies.

JIGORO KANO

CARLOS GRACIE

HÉLIO GRACIE

Hélio Gracie é o maior responsável pela mundança que estaria por vir. Hélio não havia treinado jiu jitsu até os 16 anos. Porém era um entusiasta e acompanhava as aulas que seu irmão mais velho, Carlos, ensinava. Em um determinado dia Carlos se atrasou para uma aula particular e Hélio se ofereceu para ensinar em seu lugar. O aluno ficou surpreso com o conhecimento de Hélio e pediu para Carlos que Hélio o ensinasse.

 

Hélio logo entendeu que por ser menor e mais leve que a média, tinha dificuldade em executar algumas técnicas. Por isso ele desenvolveu as técnicas baseadas em chaves e estrangulamentos no chão. Os irmãos Gracie se focaram nas técnicas de grappling do judô e revolucionaram o mundo das artes marciais.

 

Para promover o jiu jitsu que eles desenvolveram, organizaram lutas. Tinham que provar que sua técnica era a melhor. Hélio se tornou o principal lutador da família e desafiaram lutadores de diferentes artes marciais para lutas sem regras, o que hoje conhecemos como MMA.

 

Hélio se tornou o mais famoso lutador no Brasil nos anos 1940. Algumas de suas lutas estão disponíveis na internet e é possível ver que mesmo as lutas em que não venceu, ele lutou em condições de igualdade apesar da diferença de peso.

A segunda geração da família seguiu os passos dos seus pais. Todo menino que nascia, eventualmente se tornou um lutador e estava pronto para representar o jiu jitsu e defender a honra e o nome da família. A família Gracie era uma família de lutadores.

 

Rickson, Royler, Royce e Renzo continuaram provando a eficiência da técnica desenvolvida por Carlos e Hélio. Eles lutaram em todos os lugares do mundo e provaram que qualquer um que quisesse ser um bom lutador deveria aprender o jiu jitsu brasileiro.

ROYCE GRACIE

RICKSON GRACIE

ROYLER GRACIE

Nos anos 1980, Rorion, filho mais velho de Hélio, emigrou para os EUA e começou a ensinar a técnica por lá; Alguns anos mais tarde, junto com outros empresários, criou o UFC, a renomada competição de artes marciais mistas (MMA). Seu irmão Royce foi o escolhido para representar a família no evento. Ele não era o mais forte, o mais pesado, nem o mais bem preparado. Apesar disso ele venceu o primeiro, o segundo e o quarto eventos. No terceiro ele abandonou após vencer as quartas de finais. Estava exausto e não tinha condições de continuar.

Os Gracies provaram para o mundo que desenvolveram a melhor arte marcial e defesa pessoal do nosso tempo.

FAMÍLIA GRACIE

Marcos Gorinstein - Brazilian Jiu Jitsu

Marcos Gorinstein - 052-6646037