A nossa academia tem um ideal: utilizar o esporte como forma de aproximar pessoas e quebrar barreiras e preconceitos.

 

Pelo mundo afora o esporte é utilizado como forma de integração social, cada projeto com seu próprio objetivo.

A academia Tree of Life - BJJ busca criar turmas mistas entre jovens judeus e árabes para que eles se conheçam através do jiu jitsu.

A realidade de Jerusalém nos apresenta uma série de desafios diariamente. Um deles é buscar a aproximação entre jovens judeus e árabes que apesar de dividirem o mesmo espaço físico, vivem separados por muros físicos e sociais.

Nós acreditamos que o jiu jitsu é uma ferramenta excelente para a superação desses muros. Em uma cidade onde parte dos habitantes fala hebraico e outra parte árabe, o jiu jitsu é a língua comum entre eles.

E a língua do jiu jitsu é através do uso do corpo como alavanca, sem chutes ou socos, mas com técnicas que permitem o desenvolvimento do senso das fronteiras físicas dos praticantes. Aprendemos a lidar com situações adversas e a conhecer nossos limites físicos e os limites dos nossos oponentes nos treinos.

A prática da defesa pessoal fortalece a autoconfiança do participante, que deixa de usar a violência como forma de resolver os problemas da vida diária. Nos fortalecemos física e mentalmente para podermos conhecer e debater com quem pensa diferente.

A didática utilizada durante os treinos também busca fortalecer as relações entre os praticantes, incentivando a cooperação e a troca de informações da técnica e de experiências pessoais.

Os resultados buscados, para além do aprendizado da técnica, visam integrar os participantes permitindo a desconstrução de preconceitos e a construção de confiança mútua.

O esporte pode e deve ser utilizado como ferramenta para transformação social e o jiu jitsu é o nosso método.

Marcos Gorinstein - Brazilian Jiu Jitsu

Marcos Gorinstein - 052-6646037